• APEOC
  • Twitter
  • Google+
  • Gmail
O Sindicato APEOC, representado pelo presidente estadual Reginaldo Pinheiro, pelo assessor jurídico, Ítalo Guerreiro e a Comissão Municipal de Caridade, participou de uma audiência com o juiz Saulo Belfort Simões para tratar dos recursos do Precatório do FUNDEF do município de Caridade.

A entidade quer assegurar que 60% dos recursos sejam investidos na valorização do Magistério. Vale ressaltar que o dinheiro está bloqueado, graças a pressão do Sindicato APEOC.

A conversa com o juiz foi bastante proveitosa, os dirigentes apresentaram a tese de que os recursos do FUNDEF devem ser destinados exclusivamente para a Educação e o pagamento dos seus profissionais.

Como encaminhamento, no próximo sábado (22) será realizada uma reunião da Comissão Municipal com a categoria. O Sindicato APEOC continua vigilante, lutando por uma Educação Pública de qualidade e valorização de todos os profissionais da Educação.